Metal Gear Wiki
Advertisement

O Incidente Peace Walker foi uma série de conflitos militares disputados entre as Sentinelas da Paz da CIA e o grupo mercenário Militaires Sans Frontières em novembro de 1974, ocorrendo principalmente na América Central. O incidente envolveu o desenvolvimento do Projeto Peace Walker das Sentinelas da Paz e os esforços da MSF para evitar a sua finalização. 

Um Exército Sem Fronteiras

Clientes

Depois de abandonar sua carreira como militar nos Estados Unidos, Snake (também conhecido como Big Boss) fundou os Militaires Sans Frontiéres e posicionou suas tropas na Costa de Barranquilla na Colômbia. Durante uma sessão de treinamento de combate no dia 4 de novembro, às 15h42, o subcomandante da MSF Kazuhira Miller retorna para a base com dois visitantes e garante para Snake que eles não são da CIA e não foram seguidos. 

Snake e Miller então se reúnem com os visitantes em seu escritório. Ramón Gálvez Mena, um conhecido estudioso do governo da Costa Rica, e sua estudante Paz Ortega Andrade querem a ajuda da MSF para repelir uma força armada desconhecida que entrou em seu país. As autoridades locais alegam que se trata de uma empresa de segurança multinacional contratada pela Corporação de Desenvolvimento da Costa Rica, mas Gálvez acredita que isso é mentira por conta das suas armas e equipamentos avançados, o que pode significar que “la cia” pode estar envolvida. Como a Costa Rica é impedida de ir à guerra por conta de sua constituição pacífica, Gálvez quer contratar a MSF como defesa e oferece uma base de operações na costa do Caribe e um helicóptero para transporte como pagamento. O governo também vai fornecer ajuda extraoficialmente. 

Por acreditar que uma força militar não vai resolver o problema e que a MSF não é apenas um grupo de “cães de guerra”, Snake se mostra relutante em aceitar a proposta de Gálvez. Paz entra na discussão e proclama seu desejo de paz em seu país, revela um intenso ódio pela guerra e Snake lamenta pela jovem garota. Alguns dias antes, Paz foi capturada pela misteriosa companhia de segurança nas proximidades de um porto de abastecimento ao norte de Puerto Limón enquanto procurava por um amigo desaparecido. Ela foi então aprisionada e torturada, mas conseguiu escapar. Depois de descrever esses eventos para Snake, Gálvez afirma saber que ele é Big Boss e diz que foi por isso que resolveu procurar sua ajuda. 

Às 20h31, depois de mais alguma discussão longe dos dois visitantes, Miller expressa sua visão de que a oferta de Gálvez é a oportunidade de expandir os Militaires Sans Frontières e criar algumas raízes, mas Snake ainda não está totalmente convencido. Os dois também desconfiam que Gálvez possa trabalhar para a KGB e que uma aliança com ele os tornaria inimigos dos Estados Unidos. Confrontado com esse fato, Gálvez desfaz seu disfarce e revela sua missão: como os soviéticos pretendem estabelecer uma base socialista na América Central, ele recebeu ordens para contratar a MSF para investigar as atividades suspeitas e expulsar a CIA da Costa Rica. Tendo escondido de Paz sua filiação com a KGB, Gálvez toca o áudio de uma fita cassete gravada pelo amigo dela antes de sua captura: Snake fica chocado ao ouvir a voz de The Boss, sua mentora supostamente morta. Gálvez confirma através de uma análise de voz. Quando Gálvez ameaça queimar a fita com o isqueiro de sua prótese da mão direita, Snake finalmente aceita a proposta e diz que vai fazer isso por Paz. 

A Lança

Seis dias depois, em 10 de novembro, Snake chega à costa da Costa Rica na Playa del Alba depois de instalar a MSF à bordo da plataforma em alto mar providenciada por Gálvez e batizada como Base Mãe. Com apoio de rádio de Miller, Snake se infiltra na selva e evita os mercenários da CIA que patrulham o local. Em um depósito de suprimentos, Snake interroga um operador de rádio que tem direcionado os carregamentos para o Monte Irazu e então nocauteia o soldado com sua arma de choque. Snake então testemunha uma estranha aeronave passar pelo local antes de encontrar um mapa que mostra as bases da companhia de segurança na região. Ao perceber uma quantidade anormal de filmes medidores de radiação no depósito e depois de ouvir o operador de rádio falar em “lanças”, Snake e Miller ficam preocupados com a possibilidade de armas nucleares transportadas para dentro do país. Essa ação constituiria uma violação do Tratado Tlatelolco ratificado pela Costa Rica em 1969 e que proíbe o uso, o armazenamento ou o transporte de armas nucleares.

Um País Sem Exército

Sem Medo

Pela necessidade de conseguir mais informações sobre a região e para verificar a presença de ogivas, Miller sugere que Snake faça uma aliança com as guerrilhas Sandinistas locais que fugiram do regime Somoza na vizinha Nicarágua. Enquanto isso, Miller informa Snake sobre as reformas em andamento na Base Mãe que estava abandonada e Paz oferece apoio adicional de rádio direto de sua escola em Ciudad Colón. Miller então informa Snake que o esconderijo dos Sandinistas em El Cenegal está sob ataque e que é preciso se apressar. 

Snake atravessa a selva de El Cenegal em direção ao Noroeste, cruza uma ravina e passa por um pântano nas proximidades do Rio del Jade. Ele chega ao esconderijo da guerrilha em uma marina e neutraliza as forças de segurança no local antes de fazer contato com os sandinistas escondidos e sua comandante Amanda Valenciano Libre. Depois de confirmar que a suposta empresa de segurança na verdade é a CIA, Amanda diz suspeitar que o plano seja aplicar um golpe de estado semelhante ao realizado no Chile. Amanda afirma que os equipamentos avançados e as múltiplas bases do grupo não podem servir apenas para enfrentar os guerrilheiros (que são comparados ao Da Nang) e que algo mais importante deve estar em andamento. Ela conta para Snake sobre uma base ao Norte localizada em uma fábrica abandonada e que já serviu de fachada para uma plantação de drogas bancada pela KGB para financiar a revolução. Um barco com mercenários também foi avistado a caminho de Irazu. 

Irmão Mais Novo

Os Sandinistas de Amanda são repentinamente atacados pela aeronave que Snake avistou anteriormente e que se revela uma arma sem piloto acompanhada por vários drones sequestradores. Snake consegue destruir alguns drones, mas um deles captura e foge com Chico, o irmão mais novo de Amanda. Os Sandinistas saem em perseguição aos drones e Snake segue com eles, enquanto reforços inimigos chegam ao local. A caminho da fábrica mencionada por Amanda, Snake precisa neutralizar um carro blindado LAV-Type G e soldados fortemente armados. Ao sair da fábrica, Snake encontra Amanda na selva e um drone sequestrador tenta abduzir a guerrilheira. Snake ajuda a libertar Amanda, mas ela quebra uma perna ao cair no chão. 

Amanda fala para Snake sobre uma prisão nas montanhas para onde Chico provavelmente foi levado. Snake pede que ela se junte à MSF na Base Mãe enquanto se recupera. Por acreditar que precisa de um guia para ajudar a localizar os carregamentos de armas nucleares, Snake se infiltra na prisão em Camino de Lava para resgatar Chico, que é um profundo conhecedor das rotas nas montanhas. Snake localiza Chico e o garoto de doze anos fala sobre a rota usada pelos soldados da CIA: a carga sai do porto e atravessa os pântanos de barco, depois segue de trem por uma plantação de café para ser finalmente levada por caminhões até o outro lado do Monte Irazu através de um túnel subterrâneo. Chico nunca foi mais longe do que isso, pois a área é supostamente protegida por um espírito conhecido como “El Basilisco”. Triste por ter traído um companheiro ao ser interrogado, Chico pede para ser morto por Snake. O pedido é recusado e Snake exige que Chico prove sua força ao lutar ao seu lado e se tornar um novo homem. Chico se une a sua irmã na Base Mãe para ajudar a MSF na missão. 

Unidade de Tanques

Snake segue para o depósito de trens na selva a leste da plantação de café para interromper a entrega das armas nucleares. Snake resgata vários prisioneiros Sandinistas no caminho e chega ao depósito, mas as armas já foram levadas pelos caminhões para o túnel subterrâneo. Ele precisa neutralizar um tanque T-72 Ural e toda uma unidade de soldados depois que a entrada do túnel é destruída pelo veículo. 

Forçado a seguir por uma rota alternativa por Los Cantos, Snake chega ao Fuerte de la Ladera. Depois de evitar os soldados que patrulham a velha fortaleza, Snake encontra a entrada da base escondida em uma cratera. Infiltrado na garagem, Snake identifica o caminhão que viu anteriormente pela placa e descobre que as armas nucleares já foram descarregadas. 

Durante a tentativa de encontrar as ogivas no local, Snake ouve uma conversa entre um engenheiro de cadeira de rodas chamado Huey Emmerich e Hot Coldman, o Chefe de Operações da CIA na América Central. Coldman planeja disparar uma ogiva nuclear através de uma criação de Huey e assim provar que a eficiência do projeto e retornar para seu antigo cargo de Diretor da CIA. Huey não se convence e se recusa a cooperar com seu empregador. A conversa se torna violenta e Coldman atira Emmerich pelas escadas antes de ir embora. 

Pupa

Snake ajuda Huey a voltar para sua cadeira de rodas e o engenheiro conta sobre o iminente lançamento nuclear. Snake corre para um hangar sem cobertura e observa o transporte de um equipamento escondido pela aeronave sem piloto acompanhada por um helicóptero Hind D. Um tanque muito parecido com o Shagohod soviético surge no local e ataca Snake. Huey avisa Snake que o veículo também é uma arma não tripulada e que possui o codinome Pupa. Com a ajuda de Huey, Snake consegue derrotar Pupa e desativar o tanque. 

Huey então explica para Snake que Pupa era um protótipo de arma guiada por Inteligência Artificial, assim como a aeronave que se chama Chrysalis e um taque maior chamado de Cocoon. Liderados pelo ex-diretor da CIA Hot Coldman, a companhia de segurança que opera na Costa Rica se chama Sentinelas da Paz e tem usado o complexo em Irazu para desenvolver essa tecnologia de Inteligência Artificial. As ogivas que Snake procura estão agora equipadas na máquina que foi transportada para fora do complexo. Com o codinome Peace Walker, a máquina bípede é uma plataforma nuclear não tripulada e representa o ápice das pesquisas de IA das Sentinelas da Paz. 

Princípios Frios

O objetivo do projeto Peace Walker era criar um sistema de lançamento nuclear automático, à prova de falhas e não detectável por radares ou satélites, para servir como defesa contra qualquer ataque previamente planejado. A função é lançar um ataque contra alvos específicos no caso de uma guerra nuclear sem a interferência humana, o que supera a incerteza inerente de um humano na tomada de decisões. Huey propôs que a arma tivesse um design bípede para superar as dificuldades do terreno da América Central, para onde algumas unidades seriam enviadas. Snake percebe que o Peace Walker é o “El Basilisco” que Chico temia e que foi inspirado pelo conceito do Metal Gear explicado a ele por Aleksandr Leonovitch Granin dez anos antes. 

Apesar de inicialmente se mostrar favorável à manutenção da paz através da ameaça nuclear, Huey não está disposto a permitir que Coldman demonstre o poder da arma com um verdadeiro ataque nuclear. Snake exige saber para onde as ogivas foram levadas e descobre que elas foram para a fronteira e que o teste final deve acontecer em cinco dias. Huey sugere que Snake encontre outra desenvolvedora do Peace Walker, a Doutora Strangelove. Foi ela quem criou a Inteligência Artificial com alto poder de decisão do Peace Walker conhecida como Módulo Mamífero. Huey pensa em abandonar suas pesquisas, mas Snake o convence a ingressar na MSF e se tornar parte do grupo na Base Mãe. Depois de concordar, Huey diz que com os recursos necessários a MSF pode ter seu próprio tanque bípede para lutar contra o projeto Peace Walker.

O Herói Fantasma

Ataque Aéreo

No dia 19 de novembro, Snake parte para o complexo de pesquisa de Inteligência Artificial e evita a segurança reforçada da Selva de la Leche para chegar até a Catarata de la Muerte. Um helicóptero Hind A acompanhado por várias tropas aguarda por ele no local, o que obriga Snake a neutralizar os inimigos. Depois de sair vitorioso, Snake continua para a Selva de la Muerte e passa pelos seguranças para chegar até as Ruinas de Xochiquetzal.

Ao cruzar as ruínas, Snake encontra uma mulher perdida que descansa encostada em uma árvore e que se assusta com a sua chegada. Trata-se de uma ornitologista francesa chamada Cécile Cosima Caminades. Snake garante que não vai machucar a mulher e lhe oferece um chimarrão. Ela conta que chegou há uma semana à Costa Rica para observar o pássaro nativo quetzal e acidentalmente gravou em seu tocador de fitas cassete a voz de duas mulheres que pareciam conduzir algum tipo de teste. Ela foi então capturada por soldados armados, vendada e aprisionada, ainda que tenha sido bem tratada por uma das mulheres que ouviu anteriormente. Depois de roubar um cartão de acesso, ela fugiu para a selva e correu até sucumbir por exaustão e falta de suprimentos. Ao perceber que a mulher deve ser a amiga perdida de Paz cuja fita cassete está com a MSF, Snake envia a francesa para a Base Mãe para que ela se recupere e ajude na missão antes de voltar para casa.

Portão de Entrada

Snake chega até o complexo de pesquisa de Inteligência Artificial que fica escondido em um templo Maia antigo e descobre que o cartão de acesso entregue por Huey não funciona. Ele entra em contato com Cécile na Base Mãe e ela conta que um guarda com jaqueta laranja roubou seu cartão de acesso durante sua fuga. Cécile ajuda Snake a encontrar o guarda que faz a segurança de uma área em que ela ouviu o canto dos quetzals e ele consegue o cartão de acesso.

Mais tarde, Miller informa que a fita cassete na Base Mãe realmente pertenceu a Cécile, mas que ela e Paz nunca se encontraram antes. Snake decide resolver esta questão mais tarde e consegue acesso às áreas do complexo de pesquisa. No local, Snake encontra um cavalo andaluz branco: a mesma raça do animal que pertencia a The Boss. Confrontado por uma mulher de casaco vermelho e óculos escuros, Snake a identifica corretamente como a Doutora Strangelove.  Ela diz acreditar que Snake veio para destruir sua pesquisa. Strangelove guarda um grande ressentimento contra Snake por ele ter matado The Boss há dez anos. Ela diz que aguardava para conhecer o assassino de The Boss, o homem que escolheu a lealdade a uma nação cheia de segredos contra a mentora que o transformou no que ele é. Por se sentir abandonada depois da morte de The Boss, Strangelove queria respostas da mulher que um dia amou e por isso tentou trazê-la de volta à vida através da Inteligência Artificial que está em desenvolvimento no local. Mesmo ainda com suspeitas das intenções de Strangelove, Snake fica impressionado com o conhecimento que ela tem sobre The Boss e resolve acompanhar a cientista até seu laboratório. No local, Snake é apresentado ao servidor cilíndrico da Inteligência Artificial: o Módulo Mamífero.

Em troca de sua participação no projeto Peace Walker, Strangelove exigiu que a CIA lhe desse acesso a todas as informações sobre The Boss: sua história pessoal, seus registros militares, seus dados psicológicos, sua correspondência, os arquivos de todas as operações que tiveram sua participação, todas as decisões que ela já tomou e todas as emoções que ela já sentiu durante sua vida. Por acreditar que The Boss foi a melhor mente racional para se basear a Inteligência Artificial, Strangelove sabe que ela seria capaz de escolher os melhores alvos para uma retaliação nuclear por mais dolorosa que a decisão possa ser. Porém, seu verdadeiro objetivo é limpar o nome de The Boss, descobrir por que ela foi obrigada a trair seu país e por que foi assassinada por seu mais amado discípulo. Snake se nega a ouvir o último desejo de The Boss e diz que ela foi uma traidora. Strangelove então desafia Snake a destruir a Inteligência Artificial e assim apagar a nobre alma de The Boss uma vez mais. Atraído pela voz de The Boss, Snake entra no módulo de Inteligência Artificial. Ao ouvir a voz da Inteligência Artificial, Snake é assombrado por seu passado em Tselinoyarsk e desmaia.

Chrysalis

Ao acordar no complexo de pesquisa da Inteligência Artificial, Snake vê um helicóptero Hind levar o módulo para longe. A arma autônoma Chrysalis surge atrás do templo e Snake precisa destruir a aeronave. Pouco depois, Miller entra em contato para confirmar o local do último teste do Peace Walker que foi identificado com a ajuda de Huey: uma base subterrânea disfarçada como pedreira a 15 milhas ao norte do laboratório. Acusado de não conseguir lidar com seu passado, Snake jura para Miller que vai destruir a Inteligência Artificial na próxima oportunidade e assim evitar a finalização de Peace Walker. Ele também começa a duvidar das verdadeiras intenções de The Boss durante a Operação Snake Eater por conta dos questionamentos levantados por Strangelove.

Uma Nação Renascida

Cocoon

Montado no cavalo de The Boss, Snake segue para a pedreira no dia 21 de novembro. Depois de abandonar o cavalo, Snake chega a um posto de observação e vê o próprio Peace Walker descer por um elevador de carga para a base subterrânea onde o teste final vai acontecer. Quando se aproxima, Snake é avistado por um drone sequestrador que aciona um alarme e envia tropas das Sentinelas da Paz para matar o invasor. Depois que toda a unidade é neutralizada, a arma automática Cocoon entra na pedreira para enfrentar Snake. Ele é forçado a destruir a gigantesca plataforma de guerra. Os destroços de Cocoon danificam uma porta eletrônica no local e permitem a entrada de Snake na base.

Base

Ao chegar ao hangar do Peace Walker, Snake vê a equipe de Strangelove durante uma pausa nos preparativos para o teste e aproveita para entrar escondido no Módulo Mamífero. Snake interroga a Inteligência Artificial de The Boss sobre a Operação Snake Eater, mas ao não conseguir respostas se prepara para destruir o equipamento. O módulo se abre de repente e Snake se vê cercado por Strangelove, Coldman e vários soldados. Coldman explica que a criação de Peace Walker é parte de um plano para restabelecer a superioridade dos EUA que foi ameaçada depois da Crise dos Mísseis Cubanos e dos vários tratados de controle de armas que foram estabelecidos desde então. Coldman também admite ter sido o idealizador da Operação Snake Eater e diz que foi realocado para a América Central depois do resultado da missão. Ao sentir uma oportunidade, Snake derruba vários soldados com CQC. Ele consegue roubar um cartão de acesso de Strangelove na confusão antes de ser nocauteado.

Snake acorda em uma cela de prisão e passa a ser torturado por Strangelove, que quer saber se The Boss realmente morreu por seu país ou se ela era uma traidora. Snake se recusa a falar, mas mesmo assim Strangelove consegue as pistas que precisava para concluir a programação do Módulo Mamífero. Depois de cair inconsciente, Snake volta para a cela e usa o cartão de acesso roubado de Strangelove para se libertar. Ao recuperar seus equipamentos, Snake entra em contato com Miller. Ele descobre que o contato com Paz foi perdido e que nem ela e nem Galvez foram encontrados na escola. Desconfiado de que Coldman pode estar por trás deste sumiço, Snake volta para o hangar do Peace Walker e suas suspeitas são confirmadas: ele encontra o Diretor da CIA acompanhado de uma capturada Paz.

Coldman anuncia orgulhosamente que o Módulo Mamífero está finalizado graças ao interrogatório feito por Strangelove. Ele então revela que o primeiro alvo do Peace Walker será a Base Mãe da MSF que fica na costa do Caribe. Os ventos litorâneos então vão espalhar o material nuclear por toda a região. A morte dos peixes e animais marinhos vai deixar muitos desempregados disponíveis para trabalhar na produção em massa do Peace Walker. Antes do teste, Coldman pretende demonstrar para a Casa Branca as capacidades de mobilidade do Peace Walker. O tanque bípede vai atravessar toda a Costa Caribenha sozinho e passar por territórios comunistas e regiões ocupadas por guerrilhas. Coldman vai embora com Paz, enquanto Snake assiste ao Peace Walker ser ativado e subir pelo elevador de carga até a pedreira acima.

Nocaute

Depois de subir por uma saída de emergência para o terreno acima, Snake dispara contra o Peace Walker. O Módulo Mamífero entra em modo de defesa e começa a retaliação. O Peace Walker ativa suas armas menores e seu lança-chamas. Depois de uma terrível batalha, Snake consegue causar dano suficiente para fazer a máquina momentaneamente ir ao chão e deixar a Inteligência Artificial com um comportamento estranho. O helicóptero Hind D pilotado por Coldman dispara alguns tiros contra o Módulo Mamífero, o que faz o Peace Walker ativar uma versão quadrúpede e seguir atrás da aeronave pelas florestas montanhosas. Novamente montado no cavalo de The Boss, Snake persegue o Peace Walker enquanto desvia dos mísseis disparados e das árvores que caem em seu caminho. Quando o Peace Walker se aproxima da fronteira com Nicarágua, o cavalo de Snake perde fôlego e fica para trás. Snake termina a perseguição apenas com arranhões, mas o cavalo fica gravemente ferido e precisa ser sacrificado com um tiro. Enquanto sobe a montanha, Snake observa sem ação enquanto o Peace Walker cruza o Rio San Juan.

Ao sequestrar uma cliente da MSF, Coldman esperava acabar com a interferência do grupo no projeto Peace Walker. Snake e Miller se perguntam se Coldman sabe da conexão de Paz com a KGB por conta de Galvez. Se este for o caso, Paz também será interrogada para contar os planos dos soviéticos para destruir o Peace Walker. Enquanto isso, Amanda pede para seus contatos no exército da Nicarágua para rastrear o Peace Walker até uma base de suprimentos do exército dos EUA na costa sudeste do Lago Cocibolca. Para cruzar a fronteira, Amanda conta para Snake de uma rota que os guerrilheiros usam para atravessar por barco e arranja um encontro com o capitão da embarcação.

Com informações trazidas por Huey, a MSF percebe que o Peace Walker vai lançar suas ogivas depois de dois dias de preparação na base americana. A data vai coincidir com um encontro diplomático entre EUA e União Soviética em Vladivostok para negociar um tratado armamentista. Sem saber se Coldman pretende interromper as negociações ou usar o encontro como isca, a MSF planeja invadir a base militar para evitar o lançamento.

A Ilusão da Paz

Mortos à Frente

Em 23 de novembro, Snake viaja para Nicarágua em uma gôndola. Em direção ao oeste do rio, ele alcança o território ao norte e recebe a ajuda de um guia para se aproximar da base de mísseis dos EUA. Snake entra em um caminhão e se esconde dentro de uma caixa para ser levado para dentro dos portões. Miller informa Snake sobre uma pista de pouso do outro lado da base de onde o Peace Walker deve ser lançado e que fica ao lado de uma torre de comunicação de onde a operação será controlada. Snake pensa em ordenar uma evacuação da Base Mãe. Mas ao contrário de Amanda e seus guerrilheiros, o restante da MSF prefere permanecer e confiar que Snake vai conseguir evitar o lançamento. De qualquer forma, Miller organiza uma unidade de apoio no caso de Snake precisar de ajuda.

Ao iniciar sua infiltração, Snake descobre a presença de drones sequestradores ao lado de soldados soviéticos na base americana e fica intrigado. Em uma sala de vídeo, Snake vê Paz em um dos monitores e descobre que Coldman já seguiu para a torre de comunicação para inserir os últimos dados necessários para a ativação do Peace Walker. Os alarmes da base são ativados e Snake precisa lutar para abrir caminho até a torre de comunicação. Miller e a MSF seguem para a Nicarágua para ajudar Snake em um esquadrão de helicópteros e barcos de guerra. Na torre, Snake neutraliza um Hind D e uma unidade inteira de soldados responsáveis pela segurança da entrada do local.

Sequência Inicial

Dentro da torre de comunicação, Snake encontra Coldman e Paz e é cercado por dezenas de soldados soviéticos. Coldman avisa que Snake chegou muito tarde, pois dados falsos já foram inseridos no Peace Walker para criar uma enganosa ameaça nuclear dos soviéticos contra os Estados Unidos. Como o Peace Walker serve apenas como agente de garantia, ele não pode iniciar um ataque nuclear por conta própria e por isso foi necessário enganar a Inteligência Artificial da arma para que ela selecione um alvo de uma lista pré-determinada antes de fazer a retaliação. Os dados falsos também foram modificados para que o Peace Walker escolha a Base Mãe como alvo. Coldman acredita que o Peace Walker será a primeira e última retaliação e Guerra Fria e que este é o único caminho para uma paz verdadeira. Quando Coldman se prepara para acionar o código de confirmação em uma maleta presa em suas mãos por algemas, Snake aponta sua arma e ignora a presença dos soldados que o cercam. O momento é interrompido pela chegada do Professor Galvez.

Snake e Paz percebem que Galvez, cujo nome verdadeiro é Vladimir Alexandrovich Zadornov, esteve ao lado de Coldman durante todo o tempo. Porém, Zadornov anuncia que a base foi tomada por suas tropas e os soldados presentes apontam suas armas para Coldman. Depois de fornecer armas e tecnologia para as Sentinelas da Paz, Zadornov planeja tomar o Peace Walker para si e lançar um ataque contra Cuba. Um ataque nuclear lançado de uma base americana contra uma nação aliada da União Soviética vai causar um sentimento antiamericano pela América Central e pela América do Sul, o que vai dividir o continente americano e deixar os soviéticos mais próximos da vitória na Guerra Fria. Coldman fica furioso com a traição de Zadornov.

Zadornov coloca uma arma na mão de Paz e ordena que ela atire em Coldman depois de lembrar as torturas que a garota sofreu. Coldman pede perdão e Paz não consegue puxar o gatilho. Zadornov segura as mãos de Paz e atira duas vezes contra o peito de Coldman, ainda que propositalmente evite um disparo fatal. Zadornov força Coldman a colocar o código de ativação na maleta e ordena que Strangelove mude o alvo do Peace Walker para Cuba sob a ameaça de destruir sua “amada”. Zadornov afirma que Snake é um legítimo comandante que conseguiu transformar um grupo de rebeldes e crianças em um exército formidável que trouxe fôlego extra para a revolução na Nicarágua. A morte de Snake “pelas mãos da CIA”, assim como aconteceu com Che Guevara, vai reforçar a motivação dos Sandinistas em remover o regime pró-EUA do país. O ataque nuclear contra Cuba vai servir como golpe final neste sentido. Depois de ouvir que novos dados já foram inseridos no Módulo Mamífero, Zadornov diz que Snake vai morrer do mesmo jeito que The Boss: como uma eterna fraude.

Mas antes que Snake possa ser executado, os soldados da MSF e da guerrilha Sandinista invadem a sala de controle e dominam os soviéticos. Amanda força Zadornov a ficar de joelhos e diz que os Sandinistas não serão mais marionetes nas mãos da KGB e conquistarão a vitória por conta própria. Ao conquistar o objetivo de retornar para a Nicarágua com a ajuda de Snake, os Sandinistas começam a celebrar e cantar o nome de “Vic Boss”.

Pouco depois, a MSF retorna para a Base Mãe com Zadornov e o ferido Coldman como prisioneiros. Snake diz para Miller que vai se livrar da Inteligência Artificial de The Boss antes de voltar para a Base Mãe e então confronta Strangelove. Ela diz que só queria saber a verdade sobre The Boss através da Inteligência Artificial que criou e aconselha Snake a conversar com a A.I. para aprender mais sobre si mesmo. Ela pede perdão por ter torturado Snake e agradece a ele pela eliminação das Sentinelas da Paz.

Sinal Ininterrupto

Enquanto isso, Paz chora a bordo de um helicóptero a caminho da Base Mãe por conta do que aconteceu anteriormente. Miller diz que apontar uma arma não torna a garota uma ameaça. Miller diz que Paz é um anjo pacífico e que a missão dela na Costa Rica está cumprida. Mesmo muito ferido, Coldman consegue ativar a maleta nuclear e ri quando Miller não consegue impedir. Como resultado, o Peace Walker se prepara para atacar Cuba. Coldman avisa que os dados falsos também foram enviados para o NORAD. Miller avisa Snake e diz que a MSF não consegue bloquear o sinal da maleta. Como os dados falsos são indistinguíveis de informações verdadeiras, Washington pode considerar um ataque nuclear como retaliação. Coldman acredita que isso não vai acontecer por conta da natureza humana. A Inteligência Artificial do Peace Walker não sofre com esses problemas e isso prova sua eficiência como a “garantia perfeita”.

Com o Presidente e o Vice-Presidente dos EUA ausentes por conta do encontro diplomático, é o Poder Legislativo que recebe a prerrogativa de autorizar um ataque nuclear. Ao acreditar que os dados falsos são verdadeiros, o NORAD inicia os preparativos e convoca uma reunião de governo. Huey invade o sistema de comunicação do Peace Walker e informa a MSF sobre os desdobramentos nos EUA, mas Coldman continua sem acreditar que Washington pode ordenar uma retaliação. Miller exige que os códigos de cancelamento sejam inseridos, mas Coldman se recusa. Na tentativa de fazer o sinal “V de Vitória”, Coldman diz a palavra “paz” antes de finalmente morrer.

Snake imediatamente parte para enfrentar o Peace Walker e assim impedir o lançamento nuclear e a transmissão dos dados falsos. Depois de uma terrível batalha, os sistemas de lançamento do Peace Walker são danificados para impedir o ataque nuclear, mas o envio dos dados continua ativo. Huey informa que os EUA ainda monitoram possíveis alvos e que nenhuma ordem de retaliação foi dada. Enquanto isso, os representantes do Poder Legislativo se reúnem com a cúpula militar para tomar uma decisão. O NORAD confirma que um ataque nuclear está em andamento e a inicia a preparação para um ataque de retaliação contra a União Soviética.

Como um sistema completamente autônomo, as diretrizes de comando do Peace Walker ficam dentro do Módulo Mamífero. O módulo foi criado para ser tão resistente quanto um abrigo nuclear, o que torna as arma de Snake inúteis. Huey acredita que afundar o Peace Walker em um lago próximo pode danificar a Inteligência Artificial por conta da pressão da água. Miller aponta que será impossível erguer o equipamento de 500 toneladas. Na reunião nos EUA, os membros presentes não conseguem contato com o Presidente e decidem aprovar um ataque de retaliação. Ao perceber que Coldman estava errado, Snake pede para ser colocado em contato com Washington por Huey.

Ao fazer contato com a sala de reunião, Snake ordena que o ataque retaliatório seja cancelado e alerta sobre os dados falsos criados pelo Diretor da CIA que agora está morto. Como prova de sua identidade como Big Boss, Snake descreve os eventos de uma reunião com o Presidente Johnson logo depois da Operação Snake Eater e que contava com a presença de alguns dos membros da reunião. Convencidos da verdade, alguns membros acreditam que falaram com Big Boss e que os dados do ataque nuclear soviético são falsos. Porém, outros integrantes da reunião continuam céticos e um oficial aponta uma arma para aqueles que querem cancelar o ataque retaliatório.

Peace Walker

Quando a esperança parecia perdida, o Módulo Mamífero se abre por vontade própria e permite que Snake entre para remover as placas de memória da Inteligência Artificial de The Boss. Ainda assim, a linha de comunicação permanece ativa. Enquanto isso, o ataque retaliatório segue confirmado por conta das armas apontadas na reunião nos EUA e isso mostra que a projeto de garantia antinuclear era o sonho de um tolo. Na base militar, Strangelove avisa Snake que o segundo servidor de Inteligência Artificial do Peace Walker chamado de Módulo Réptil pode ter assumido o comando no lugar do Módulo Mamífero. No desespero, Snake tenta causar o máximo dano possível ao Peace Walker. A máquina passa a funcionar estranhamente e volta a ficar de pé. A Inteligência Artificial começa a tocar a música “Sing” da banda The Carpenters e usa a voz de The Boss para se comunicar através do seu sistema de som. O Peace Walker caminha em direção ao lago e Strangelove percebe que The Boss vai tentar se afogar para interromper a transmissão dos dados falsos.

Os mísseis no radar do NORAD desaparecem e são substituídos por símbolos da paz. Huey deduz que o Peace Walker fundiu os Módulos Mamífero e Réptil em uma única consciência e compensou suas falhas como um cérebro humano faria. Strangelove se pergunta se as memórias serão preservadas. Huey acredita que a máquina não consegue pensar direito e por isso passou a usar o coração. Miller afirma que a inocência de The Boss foi provada. Strangelove percebe porque The Boss fez o que fez há dez anos: quando foi ao espaço no Projeto Mercúrio, ela viu algo mais bonito que a guerra. Ela abaixou suas armas e preferiu cantar. Todos parariam para ouvir a música, enquanto The Boss se sacrificaria para que sua vontade prevalecesse. Quando não conseguiu realizar seu projeto, ela continuou a cantar na esperança de que a ilusão da paz nunca fosse descoberta. Snake repete sua saudação de dez anos atrás no túmulo de The Boss e retira sua bandana para que ela seja levada pelo vento.

Pouco depois, Snake conversa com Kaz e declara que se reencontrou e não quer viver a vida como The Boss viveu. Ele sente que foi traído por The Boss e que ela abandonou tudo que fez como soldado ao baixar suas armas e aceitar entregar sua vida por seu país. Snake finalmente pede para ser chamado de Big Boss a partir de então.

Outer Heaven

Aliados de Zero

Depois dos eventos na Costa Rica e na Nicarágua, Paz é expulsa de seu dormitório na escola, pois sua bolsa vinha de Zadornov, então Snake permite que ela fique na Base Mãe para ajudar. Como a morte de Coldman deixou Strangelove sem emprego, Snake também aceita a doutora e ela começa a trabalhar ao lado de Huey em uma arma de Inteligência Artificial própria dos Militaires Sans Frontières, um projeto chamado Metal Gear ZEKE. A arma é equipada com as ogivas nucleares do Peace Walker que foram recuperadas do fundo do Lago Cocibolca. O objetivo é garantir uma represália nuclear para a expandida Base Mãe. Zadornov escapa de sua cela várias vezes, o que força a MSF a recapturar o prisioneiro. Em uma dessas tentativas de fuga, Snake mata Zadornov em autodefesa quando o prisioneiro tenta disparar contra ele. Antes de morrer, Zadornov diz que seu trabalho está feito e dispara seu braço prostético contra Snake. A prótese equipada com um foguete erra o alvo, mas Snake passa a suspeitar que as fugas de Zadornov foram facilitadas por um agente duplo. Kaz alerta que o ZEKE foi retirado de seu hangar e levado até a superfície da Base Mãe.

Snake vai até o deck da Base Mãe e descobre que Paz está no comando manual da unidade ZEKE. Miller não consegue desligar o ZEKE remotamente e Paz revela que fez modificações na unidade enquanto Zadornov distraía a todos com suas tentativas de fuga. Ela anuncia que vai levar o ZEKE aos seus líderes da Cipher e revela que seu verdadeiro nome é Pacifica Ocean. Sua atuação como uma embaixadora da paz foi apenas uma distração elaborada. Pacifica acusa Snake de escolher o caminho errado. Ela cita a briga de Snake com Zero, seu antigo comandante e amigo na FOX. Os dois não conseguiram lidar com o luto pela morte de The Boss e decidiram levar o legado da heroína adiante. Porém, eles não conseguiram concordar em que legado era esse e decidiram se separar. Pacifica exige que Snake siga a vontade de Cipher.

Com a proximidade do fim da Guerra Fria, a era da inteligência eletrônica vai chegar e Cipher planeja unir várias agências da comunidade de inteligência sob um único comando. Assim Cipher vai unir informações com a intenção de guiar o mundo e a mente das pessoas, com a população permanecendo cegamente sem saber de nada. Esse controle total vai trazer a ilusão da paz e um “mundo sem fronteiras” vai nascer, realizando assim o que The Boss aparentemente sonhou por tanto tempo. Ao obedecer Cipher, os Millitaires Sans Frontières vão atuar como garantia contra as forças que ameaçarão o desenvolvimento desta nova ordem mundial, distraindo os olhos da velha ordem com o carisma e as proezas militares de Snake.

Koi no Yokushiryoku

Depois de garantir para Snake que ele vai receber permissão para retomar o controle da MSF e do ZEKE, Pacifica implora que ele aceite a proposta de Cipher. Snake nega a acusação de ter abandonado o chamado de sua vida como The Boss supostamente fez e recusa a proposta. Depois de refazer a proposta, Pacifica ameaça lançar um ataque nuclear contra a costa leste dos EUA e acusar a MSF como um culto extremista. Snake enfrenta e destrói o ZEKE, mas Paz avisa que ele será considerado um criminoso de guerra nas décadas que virão. ZEKE explode e Paz é atirada no oceano pela força da explosão. Big Boss demonstra remorso por ter enfrentado Paz. Os restos do ZEKE são recuperados e Strangelove avisa que a Inteligência Artificial da unidade possui uma cópia de backup. Strangelove e Huey começam a se entender melhor.

Algumas horas depois da destruição do ZEKE, Kaz admite que descobriu a verdadeira identidade e o propósito de Paz muito antes. Ele sabia que “Cipher” é o Major Zero, que orquestrou todo o plano e indiretamente iniciou a expansão da MSF. Mesmo com Snake furioso com ele, Kaz explica que a MSF estabeleceu uma nova tendência em operações militares com suas ações na Costa Rica e prevê que o fim da Guerra Fria vai gerar conflitos regionais e que a MSF vai poder agir. Como as batalhas da MSF mexeram com a balança de poder militar global, Snake avisa que algumas forças certamente vão tentar derrubar o grupo e por isso eles precisam continuar suas operações fora da sociedade.

Em uma mensagem via caixa de som, Snake diz para suas tropas que seu grupo nunca vai servir a nenhuma nação ou ideologia. Snake diz que logo vai construir uma nação que todos possam chamar de sua e que ela se chamará Outer Heaven.

Advertisement